Moradora de Biguaçu encontra em residência mais de 30 escorpiões

06/12/2017

Animais começaram a aparecer depois que um terreno vizinho foi transformado em depósito de entulhos 

Uma infestação de escorpiões obrigou a jornalista Rafaella Martins Soares, 34, a deixar a casa onde mora com o esposo e dois filhos no bairro Jardim Janaína, em Biguaçu. Segundo ela, os animais começaram a aparecer depois que um terreno vizinho foi transformado em depósito de entulhos. A Vigilância Ambiental do município esteve no local e notificou o proprietário para que promovesse a limpeza. Como ele não tomou providências, garantiu ontem que fará a limpeza para acabar com os focos do aracnídeo, cuja picada pode até matar, principalmente crianças, idosos e pessoas doentes.

Segundo Rafaella, os escorpiões começaram a aparecer no último dia 14. Primeiro num banheiro perto do terreno baldio. A atitude imediata foi lacrar espaços que pudessem favorecer a entrada dos animais, mas eles continuaram aparecendo em outros pontos da casa. Ela e o esposo já capturaram mais de 30 escorpiões. A maioria tem entre três e sete centímetros e cor amarelada "Hoje estou com a casa toda desmontada. Minhas roupas estão ensacadas. Estou na casa da minha mãe, que fica no mesmo terreno. Meus filhos até reconhecem o bicho. Tudo o que eu quero é que digam onde é o foco para que possamos eliminá-lo e ter tranquilidade", explicou.

Ela também reclamou da demora do município em resolver o problema.

A prefeitura deu início a uma campanha de esclarecimento aos moradores do bairro. Os animais costumam aparecer nessa época do ano e justamente em locais onde há acúmulo de entulhos. "Dentro de casa encontrei no meu quarto, no roupeiro da minha filha e na cabeceira da cama do meu filho. Antes de vestir qualquer coisa, sacudimos as roupas, batemos os sapatos e temos o máximo cuidado com os brinquedos das crianças", continua Rafaella.

Animais transportados de outro lugar

Os escorpiões são animais de corpo alongado que possuem quatro pares de patas e apresentam um ferrão com glândulas de veneno na ponta da cauda. Quando se sentem perturbados, picam com facilidade, causando muita dor.

O secretário de saúde de Biguaçu, Heron Felício Pereira, acredita que os escorpiões foram trazidos para o terreno no Jardim Janaína junto com os entulhos. "Criou-se um ambiente propício para a proliferação dos animais, com tocas e buracos e com o calor que agrada a espécie", explicou. Ele acredita que com a limpeza do terreno o problema se resolva. Ações também serão realizadas durante a noite, para a captura dos animais.