Pioneiro na propaganda e no rádio de SC, Antunes Severo morre aos 85 anos

23/11/2017

#DESPEDIDA

A COMUNICAÇÃO CATARINENSE PERDEU UMA DE SUAS PRINCIPAIS VOZES NESTA QUARTA-FEIRA: UM DOS PRIMEIROS NA PROPAGANDA E NO RÁDIO AQUI EM SC, O PROFESSOR E PUBLICITÁRIO EURIDE ANTUNES SEVERO FALECEU AOS 85 ANOS, DEIXANDO CINCO FILHOS, SETE NETOS E QUATRO BISNETOS. ELE LUTAVA CONTRA O CÂNCER.

Antunes Severo será velado a partir das 8 horas desta quinta-feira na Capela Marfim do Cemitério Jardim da Paz, em Florianópolis, com sepultamento marcado para 14 horas.

A notícia do falecimento, divulgada nas redes sociais pelo Instituto Caros Ouvintes, que teve, no trabalho do comunicador, seu pilar de fundação, concentrou mensagens de despedida de amigos e colegas de trabalho.

- A experiência, o conhecimento e a alegria do Severo eram insuperáveis. Agradeço à vida essa oportunidade e desejo à família muita força e paz, nesse momento de grande perda - escreveu no Facebook uma colega que trabalhou com ele em um projeto sobre o surgimento da TV no Estado.

No último dia 13, Antunes Severo recebeu uma de suas últimas homenagens em vida, quando a a agência Propague, que ele também fundou, fez referência ao seu nome, celebrando o aniversário de 55 anos da empresa.

"Para nossa sorte, o Antunes sempre teve aquela inquietação que move as pessoas inovadoras e que, no fim das contas, acaba movendo o mundo", dizia o anúncio divulgado pela Propague.

A diretoria da Associação Catarinense de Imprensa (ACI) compartilhou uma nota de pesar pela perda do profissional nesta quarta-feira:

"Aos familiares do radialista Eurides Antunes Severo, a ACI - Casa do Jornalista apresenta as suas sentidas condolências, rogando a Deus que lhes dê forças para superar este difícil momento".

Em 2014, Severo foi um dos cinco profissionais com mais de 50 anos de atividade na comunicação homenageado no 7º Encontro da Imprensa Catarinense, celebrado em Chapecó.

Segundo o instituto de estudo de mídia Caros Ouvintes, Antunes Severo aprendeu a ler apenas aos 17 anos. Fez exames do supletivo com 30 anos de idade e passou no vestibular para cursar administração aos 32 anos. Mais tarde, se especializou, se tornou professor universitário e em 2001 recebeu o título de mestre em Administração e Gestão Estratégica de Empresas.

Entre 1976 e 2004 lecionou matérias nas áreas de comunicação e marketing, nos níveis de graduação e pós, nas universidades do Estado de Santa Catarina, Regional de Blumenau, Federal de Santa Catarina e Única da Fundação de Estudos Superiores de Administração e Gerência.

Também foi executivo da comunicação, secretário de Estado da Comunicação Social de Santa Catarina, fundador da ADVB-SC, autor de livros, primeiro presidente do Instituto Caros Ouvintes e idealizador de campanhas e coberturas históricas.